O Carnaval em diversos países
 


 

 

 

 

 

Índice

1. Origem do Carnaval

   1.1. Origem do seu nome

2. O Carnaval de Veneza

3. O Carnaval No Brasil

  3.1. Rio de Janeiro

4. Carnaval em New Orleans

5. Carnaval na Alemanha

6. Bibliografia

 


1.  Origem do Carnaval

 

O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar que tem suas origens na Antiguidade e recuperadas pelo cristianismo, que começava no dia de Reis (Epifania) e acabava na Quarta-feira de cinzas, às vésperas da Quaresma.

O período do Carnaval era marcado pela "adeus à carne" ou "carne vale" dando origem ao termo "Carnaval".

Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes.

É possível associá-lo às festas de carácter bacanal, celebrações a Baco, deus do vinho, na Grécia antiga, ou as saturnais, festas em honra a Saturno, Deus da agricultura, na Roma antiga.

O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX.

 

1.1.  Origem do nome

Hoje é quase consensual que a palavra Carnaval originou-se de carne + vale (do latim: caro, carnis = carne; vale = adeus), ou ainda da expressão carne levare ou carnilevamen. As duas expressões têm sentido quase idêntico: suspensão da carne, abstenção de carne.

 

 

2. O Carnaval de Veneza

 

O carnaval de Veneza é certamente o mais famoso entre todos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Máscaras do carnaval de Veneza

 

As máscaras do carnaval de Veneza são famosas em todo o mundo pelo detalhamento, pela beleza na elaboração e pela riqueza com que são apresentadas.

As máscaras permitiam a quebra das barreiras sociais e os ricos podiam aproximar-se dos pobres sem serem socialmente condenados ou comprometidos. O fato é que de tudo isso restou festas carnavalescas que proliferam em toda a Itália e que se modernizam com o passar do tempo, mas as máscaras permanecem.

Desejos e tentações podiam ser realizados na protecção do anonimato das máscaras, assim como era uma óptima maneira de se frequentar os lugares proibidos.

Há um rei do carnaval na Itália, enterrado ao final da festa, em um ritual que inclui mulheres chorando e fantasias coloridas.

Veneza é uma cidade maravilhosa no coração da Itália, famosa por sua paisagem, as suas gôndolas e seus bailes de carnaval.

Todos os anos nos deliciamos vendo uma série de imagens do Carnaval em Veneza. 

Como nesta época do ano ainda é frio no continente europeu, normalmente o carnaval é cercado por roupas longas e máscaras.

As máscaras venezianas são maravilhosas e conhecidas em todo o mundo, basta olharmos estas fotografias do carnaval.

O Carnaval de Veneza é um momento mágico que envolve toda a cidade,

As máscaras tem origem bastante antiga e  o seu uso é permitido durante todo o carnaval excepto nas festas religiosas.

Durante todas as manifestações importantes como as festas republicanas era consentido o uso dos trajes venezianos que compunham o uso das máscaras.

 

Commedia dell'arte - Conhecida também como Comédia de Máscaras, a Commedia Dell´Arte era composta por espectáculos teatrais em prosa, muito populares na Itália e em toda a Europa na segunda metade do século XVI até meados do século XVIII. O espectáculo era baseado no improviso dos actores, que seguiam apenas um esquema elaborado pelo autor para cada cena cómica, trágica ou tragicómica.

Hoje em dia o carnaval veneziano está muito mais moderno mas conserva a tradição do uso de máscaras maravilhosas confeccionadas manualmente que embeleza os bailes e trazem aquele glamour que juntamente com o cenário de Veneza, tornam o seu carnaval inesquecível.

 

2.                       Carnaval no Brasil

 

O Carnaval é a festa popular brasileira mais famosa em todo o mundo.

O Carnaval da cidade do Rio de Janeiro, com o tradicional desfile das escolas de samba, é o famoso mundialmente. Entretanto, o chamado Carnaval de Rua permanece seduzindo multidões, principalmente em Salvador e Recife.

Os festejos carnavalescos no Brasil acontecem em todo o território nacional, mas guardam diferenças regionais muito marcantes. Actualmente, em cidades como o Rio de Janeiro, Recife, Pernambuco, Salvador, e Bahia, as festas atraem milhares de turistas de todo o país e do exterior. O prestígio dos carnavais dessas cidades está fundado na presença de manifestações locais de cunho folclórico e de certos factores típicos que lhes conferem facetas inconfundíveis.

 

Rio de Janeiro

O Carnaval do Rio de Janeiro, talvez o mais conhecido e prestigiado como atracção turística no Brasil e no exterior, surgiu das espontâneas e antigas manifestações de alegria da população carioca.

Actualmente, os desfiles pressupõem uma organização que extrapola os limites dos sambistas da escola: os espectáculos mobilizam milhões de dólares para sua realização. Surgiram os chamados carnavalescos(profissionais especializados, que criam e dirigem a montagem dos desfiles de cada escola), ao mesmo tempo, que os lugares de destaque na passarela do samba são ocupados por artistas da TV.

 

O Samba

O samba teve origem nos antigos ritmos trazidos pelos escravos africanos que vieram para o Brasil. Afirma-se que a palavra vem de semba, que significa umbigada em dialecto africano.

Carnaval no Rio de Janeiro, Brasil - Fevereiro de 2005No século XIX, esses ritmos sofreram influência da polca, da habanera, do maxixe e do choro. O samba chegou ao Rio de Janeiro com as baianas que para lá foram viver. Uma delas, Hilária Almeida, reunia músicos e boémios que varavam a noite em sua casa cantando. Numa dessas reuniões apareceu a ideia da música que se tornaria o primeiro samba, gravado pela primeira vez por Donga (Ernesto dos Santos). A letra desse samba, intitulado Pelo Telefone, fala do jogo na cidade.

 

Carnaval em New Orleans

 

A festa do Carnaval, acontece duas semanas antes do Carnaval propriamente dito. Os nomes dos blocos e suas concepções artísticas, em sua maioria inspiradas nos deuses da mitologia grega (Hércules, Minerva, Hermes, Baco) atestam o quanto essas comemorações se prendem ainda às saturnais romanas que celebravam a entrada da primavera.

Quanto à música, bandas de Dixieland Jazz misturam-se nas paradas carnavalescas, o som do carnaval é feito também pelos estudantes dos colégios que, durante o ano todo, ensaiam para os eventos.

 

 

Carnaval na Alemanha

Na Alemanha, são conhecidos os carnavais de cidades grandes como Munique e Colônia, que já apresentam características das festas urbanas, porém, no pleno inverno da Floresta Negra e dos Alpes é que estão as festas mais interessantes e tradicionais de todo o país.

Carnaval na Alemanha.No  estado  de  Baden-Wurttenberg, no  extremo  sul    da Alemanha, há séculos os componentes dos chamados «Grêmios da Loucura»( corporações que se encarregam de legalizar o uso de máscaras durante o Carnaval) saem às ruas exibindo as mais exóticas máscaras que se possa imaginar. Elas são o resultado de um trabalho artesanal que exige muita minúcia e paciência dos rústicos camponeses da região, e relembram antigas personagens, fatos históricos ou lendas do folclore local.

 

 

 

 

 

 

Bibliografia:
Antologia do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo. São Paulo, Global, 2001.
Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo. Rio de Janeiro, Ediouro, 1972.
Mirador Internacional. Encyclopaedia Britannica do Brasil Publicações Ltda. v. 5, São Paulo/Rio de Janeiro, 1976.
Almanaque Abril 2001 - Brasil. São Paulo, Abril, 2001.
Revista Cultural - Publicação Mensal da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, Ano I, n° 10, fev./2000.
Revista Geográfica Universal. Rio de Janeiro, Bloch Editores, maio de 1975.
Revista Geográfica Universal. Rio de Janeiro, Bloch Editores, agosto de 1979.
Revista Geográfica Universal. Rio de Janeiro, Bloch Editores, abril de 1988.
Antologia Italiana e Pagine di Letteratura Straniera, de Giuseppe Morpurgo. Verona, Edizioni Scolastiche Mondadori, 14 ed., 1966.

http://www.aticaeducacional.com.br/htdocs/secoes/festas.aspx?cod=278

http://pt.wikipedia.org/wiki/Carnaval

http://www.cyberartes.com.br/indexFramed.asp?pagina=indexAprenda.asp&edicao=123

http://revistaturismo.cidadeinternet.com.br/passeios/veneza.htm

 

 

                                                                                                                                                                                         Fevereiro de 2007

 

Ver curiosidade do mês anterior|Ver curiosidade do mês seguinte

 

Voltar